Caminhão Munck

Caminhão Munck

A NILTON MACHADO LOCAÇÕES dispõe de diversos modelos de caminhão munck, com capacidades diferentes, atendendo desde empresas que precisam de deslocamento de carga pouco pesada, até as que necessitam de movimentação de grande capacidade para atuar em montagem industrial, construção civil e transbordo.

Locação de Caminhões Munck em Antônio Dias

Antônio Dias Minas Gerais - MG Histórico A grande região Centro-Leste Mineiro, especialmente a Microrregião Siderúrgica, foi desbravada pelas ?bandeiras?. O núcleo remonta ao ano de 1706, havendo notícias de que o conhecido Borba Gato já teria estado no local, em 1703. Coube ao colonizador paulista Antônio Dias de Oliveira sua fundação, no início do século XVIII. A ocupação do território e seu desbravamento foram motivados pela faiscação. Os moradores tinham nas lavouras e criação de bovinos as atividades de subsistência e da comunidade. Em 1832, foi criada, por Resolução do Conselho Provincial, a Freguesia de Nossa Senhora de Nazaré de Antônio Dias Abaixo. Em 1911, passou a chamar-se Antônio Dias Abaixo, e mais tarde, Antônio Dias, homenagem ao fundador, que, falecendo em 1736, com 90 anos de idade, foi sepultado no adro da Igreja-Matriz. Gentílico: antoniodiense Formação Administrativa Distrito criado com a denominação de Antônio Dias Abaixo, pelo decreto de 14-07-1832 e por lei estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Itabira. Elevado à categoria de vila com a denominação de Antônio Dias Abaixo, pela lei estadual nº 556, de 30-08-1911, desmembrado de Itabira. Sede na antiga vila de Antônio Dias Abaixo. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-06-1912. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila de Antônio Dias Abaixo é constituído do distrito sede. Pela lei estadual nº 716, de 16-09-1918, a vila de Antônio Dias Abaixo passou a denominar-se Antonio Dias. Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de I-IX-1920, a vila já denominado Antônio Dias é constituído do distrito sede. Pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, São criados os distritos Hematita e Melo Viana e anexados a vila de Antônio Dias. Elevado à condição de cidade, pela lei estadual nº 893, de 10-09-1925. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 3 distritos: Antônio Dias, Hematita e Melo Viana. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo decreto-lei estadual nº 88, de 30-03-1938, o distrito de Melo Viana passou a denominar-se Coronel Fabriciano. Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, é criado o distrito de Timóteo, com território, desmembrado do distrito de Jaguaraçu pertencente ao município de São Domingos do Prata e anexado ao município de Antônio Dias. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município de Antônio Dias é constituído de 4 Distritos: de Antônio Dias, Coronel Fabriciano ex-Melo Viana, Hematita e Timóteo. Pela lei estadual nº 336, de 27-12-1948, desmembra do município de Antônio Dias os distritos de Coronel Fabriciano e Timóteo, para formar o novo município de Coronel Fabriciano. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Antônio Dias e Hematita. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Alteração toponímica municipal Antônio Dias Abaixo para Antônio Dias, teve sua denominação simplificada, por força da lei estadual de nº 716, de 16-09-1918.