Caminhão Munck

Caminhão Munck

A NILTON MACHADO LOCAÇÕES dispõe de diversos modelos de caminhão munck, com capacidades diferentes, atendendo desde empresas que precisam de deslocamento de carga pouco pesada, até as que necessitam de movimentação de grande capacidade para atuar em montagem industrial, construção civil e transbordo.

Locação de Caminhões Munck em Andiroba (Esmeraldas)

EsmeraldasMinas Gerais - MGHistórico Diz a tradição que em fins do século XVII, quando três rapazes, procedentes de São Paulo ? os irmãos Coelho ? transitavam por certo trecho da estrada que ligava Pitangui a Sabará, foram irresistivelmente atraídos pela beleza panorâmica daquela região e pela amenidade de seu clima, resolvendo, por isso mesmo, ali permanecer, para se dedicarem à agricultura. Dentre os primeiros habitantes da povoação, destaca-se a figura do alferes Miguel da Silva Fernandes, a quem se atribuem os mais relevantes serviços prestados ao nascente povoado. As primeiras edificações surgiram na fazenda ?Dona Izabel?, onde se erguem uma igreja sob a invocação de Santa Quitéria, cuja imagem e altar foram trazidos de Portugal pelos irmãos Coelho, e ainda hoje podem ser vistos na Matriz de Esmeraldas.Gentílico: EsmeraldenseFormação Administrativa Por Decreto imperial de 14 de julho de 1832, foi criada a freguesia de Santa Quitéria ( A Lei Estadual n.º 2, de 14 de setembro de 1891, confirmou o citado Decreto imperial de 1832). Em 1855, foi eleito o 1.º Conselho Distrital de Santa Quitéria (Esmeraldas). A Lei estadual n.º 319, de 16 de setembro de 1901, criou o município de Santa Quitéria (Esmeraldas), com território desmembrado do de Sabará. Em 2 de janeiro de 1902, foi instalado o município. Então se compunha dos seguintes distritos: Santa Quitéria, Capela Nova do Betim, Contagem e Vargem do Pântano. A divisão administrativa do Brasil, datada de 1911 e os quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1.º-IX-1920, apresentam o município de Santa Quitéria composto de dois distritos: Santa Quitéria e Capela Nova de Betim. Por força da Lei estadual n.º 843, de 7 de setembro de 1923, o distrito de Capela Nova (ex-Capela Nova do Betim), foi desfalcado de parte de seu território, a fim de constituir o novo distrito de Betim, do mesmo município de Santa Quitéria. De acordo com a citada Lei n.º 843, os distritos de Santa Quitéria, cuja sede foi elevada à categoria de cidade, por efeito da Lei estadual n.º 893, de 10 de setembro de 1925. No quadro da divisão administrativa, datada de 1933, o município de Santa Quitéria continua constituído pelos mesmos distritos. Dá-se o mesmo nos quadros das divisões territoriais de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como no anexo ao Decreto-lei-estadual n.º88, de 30 de março de 1938. Em virtude do Decreto-lei Estadual n.º 148, de 17 dezembro de 1938, Santa Quitéria perdeu o distrito de Betim e o território do extinto distrito de Capela nova, anexados que foram ao novo município de Betim. Assim, nos quadros da divisão territorial vigente no quinquênio 1939-1943, fixados pelo mencionado Decreto-lei nº 148, compõem o município apenas dois distritos: o de Santa Quitéria, que ficou aumentado de uma faixa de terras desmembrada do distrito de Fortuna; e Melo Viana ? ex ? Palmital ? transferido do município de Sete Lagoas. Pelo Decreto-lei estadual n.º 1,058, de 31 de dezembro de 1943, que dispõe sobre a divisão territorial, administrativa e judiciária do Estado para vigorar no quinquênio 1944-1948, o município de Santa Quitéria passou a denominar-se Esmeraldas e adquiriu o distrito de Andiroba (ex-Buriti), transferido do município de Sete Lagoas. Ainda de conformidade com o citado Decreto-lei número 1058, o munícipio recém-criado ficou composto dos seguintes distritos: Esmeraldas (ex ? Santa Quitéria), Andiroba (ex-Buriti) e Melo Viana. De acordo com as divisões territoriais e judiciário-administrativas datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como o anexo do Decreto-lei estadual n.º 88, de 30 de março de 1938, o município de Santa Quitéria foi um dos termos da comarca de Belo Horizonte. Por efeito do Decreto-lei estadual n.º 148, de 17 de dezembro de 1938 que fixou a divisão territorial vigente em 1939-1943, o termo de Santa Quitéria foi transferido para a recém-criada comarca de Betim. Em 14 de julho de 1947, de acordo com o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias do Estado de Minas Gerais, art. 25 o termo de Esmeraldas foi elevado à categoria de comarca de primeira entrância. Sua instalação se verificou em 15 de novembro de 1948, sendo seu primeiro Juiz de Direito o Sr. Dr. Alfredo Gouveia.