Caminhão Munck

Caminhão Munck

A NILTON MACHADO LOCAÇÕES dispõe de diversos modelos de caminhão munck, com capacidades diferentes, atendendo desde empresas que precisam de deslocamento de carga pouco pesada, até as que necessitam de movimentação de grande capacidade para atuar em montagem industrial, construção civil e transbordo.

Locação de Caminhões Munck em Alvinópolis

AlvinópolisMinas Gerais - MGHistórico ATUAL município de Alvinópolis, teve início quando em 1676, Caetano Leonel de Abreu Lima e sua esposa Dona Joaquina Correia Taveira, transferiram residência de Vila Rica para a Fazenda do Rio do Peixe. Entre 1696 e 1697 um arrojado grupo de desbravadores, já cansado de lutar contra os indígenas da região, desceu o Rio Gualaxo do Norte e, conseguiu chegar ás plagas amenas do Vale do Rio do Peixe sob a chefia do sertanista Paulo Moreira da Silva. Surpreendidos pela fecundidade das terras que tudo produziam, os desbravadores deliberaram cancelar o projeto de novas expedições, iniciando-se assim, novo aglomerado humano. Alastrando a notícia sobre a fertilidade das terras desbravadores acorreram ao vale miraculoso, iniciando a formação de um pequeno núcleo populacional. Tão forte se tornou o desenvolvimento agropecuário da região que o fazendeiro Paulo Moreira da Silva e sua esposa erigiram em 1745, uma capela em sua fazenda sob a invocação de Capela de Nossa Senhora do Rosário, sendo criado finalmente o arraial cujo progresso não mais se deteve. O topônimo Alvinópolis foi uma homenagem ao ilustre mineiro Cesário Alvim.Gentílico: alvinopolenseFormação administrativa Freguesia criada com a denominação de Nossa Senhora do Rosário de Paulo Moreira, pelo decreto de 14-0-7-1832 e pela lei estadual nº 2, de 14-09-1891. Elevado à categoria de vila com a denominação de Alvinópolis, pelo decreto estadual nº 365, de 05-02-1891, desmembrado do município de Mariana. Constituído de 4 distritos: Alvinópolis (ex-Nossa Senhora do Rosário de Paulo Moreira), Fonseca, São Sebastião do Sem Peixe e Saúde, todos desmembrados do município de Mariana. Instalado em 21-04-1891. Elevado à condição de cidade com a denominação de Alvinópolis, pela lei estadual nº 23, de 24-05-1892. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Alvinópolis, Fonseca, São Sebastião do Sem Peixe e Saúde. Assim permanecendo nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920. Pela lei estadual nº 843, de 07-09-1923, o distrito de São Sebastião do Sem Peixe passou a chamar-se Sem Peixe. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 4 distritos: Alvinópolis, Fonseca, Sem Peixe (ex-São Sebastião do Sem Peixe) e Saúde. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17-12-1938, desmembra do município de Alvinópolis os distritos de Saúde e Sem Peixe, para formar o novo município com a denominação de Dom Silvério (ex-Saúde). E, ainda pelo mesmo decreto, é criado o distrito de Major Ezequiel, criado com terras desmembradas dos distritos de Alvinópolis (sede) e Sem Peixe e anexado ao município de Alvinópolis. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 3 distritos: Alvinópolis, Fonseca e Major Ezequiel. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Alvinópolis, Fonseca e Major Ezequiel. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979. Pela lei estadual nº 8285, de 08-10-1982, é criado o distrito de Barretos de Alvinópolis (ex-povaodo de Barretos), criado com terras desmembrada do distrito de Fonseca e anexado ao município de Alvinópolis. Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído 4 distritos: Alvinópolis, Barretos de Alvinópolis, Fonseca e Major Ezequiel. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.Alteração toponímica distrital Nossa Senhora do Rosário de Paulo Moreira para Alvinópolis alterado, pelo decreto estadual nº 365, de 05-02-1891.