Container

Containers

Desenvolvidos para atender diversos segmentos como: construção civil e produtoras de eventos culturais, a locação de containers transformados e adaptados, designa infraestrutura móvel para atender as necessidades do mercado, com a melhor relação custo-benefício, durante o período desejado.

  • Container Sanitário
  • Container Escritório
  • Container Almoxarifado
  • Container Dormitório

Container Locação em Lucélia

LUCÉLIA SÃO PAULO HISTÓRICO A colonização da região iniciou-se por volta de 1920, com a vinda de imigrantes russos e eslavos, atraídos pelo prolongamento da Companhia Paulista de Estradas de Ferro. João de Arruda abriu uma clareira e, em 1929, construiu o primeiro rancho, dando início a um pequeno povoado que norteou o desbravamento da zona. Em 1939, o Dr. Luiz Ferraz de Mesquita, em missão técnica de divisão judiciária, fundou no território de Martinópolis, uma povoação que recebeu o nome de Lucélia (do latim ?lux coelis?, que significa luz celestial formado de sílabas dos nomes do fundador e de sua mulher, Cecília Mendes de Mesquita. Foi construída uma capela onde, a 24 de maio de 1939, o Padre Gaspar Cortez celebrou a primeira missa. Mais tarde, fez-se o traçado da cidade de Lucélia que se desenvolveu rapidamente, sendo elevada, em 1944, à categoria de Distrito e Município. GENTÍLICO: LUCELIENSE FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA Distrito criado com a denominação de Lucélia, por Decreto-lei Estadual nº 14334, de 30 de novembro de 1944, no Município de Andradina. Elevado a categoria de município com a denominação de Lucélia, por Decreto-lei Estadual no 14334, de 30 de novembro de 1944, desmembrado de Andradina, Valparaíso, Guararapes, Martinópolis, Presidente Prudente, Presidente Bernardes, Santo Anastácio, Presidente Venceslau, constituído de 4 Distritos, Lucélia, Aguapeí do Alto, Gracianópolis e Guaraniúva. Sua instalação verificou-se no dia 01 de janeiro de 1945. No quadro fixado, pelo referido Decreto-lei, para vigorar em 1945-1948, o Município de Lucélia ficou composto dos Distritos de Lucélia, Aguapeí do Alto, Gracianópolis e Guaraniúva. Lei Estadual no 233, de 24 de dezembro de 1948, desmembra do Município de Lucélia os Distritos de Guaraniúva (atual Pacaembu), Gracianópolis (atual Tupi Paulista) e Aguapeí do Alto (atual Flórida Paulista). Figura no quadro fixado pela Lei nº 233, de 24-XII-1948, para vigorar em 1949-1953, composto dos Distritos de Lucélia, Ibirapuera e Pracinha, comarca de Lucélia e, na mesma situação, no fixado pela Lei nº 2456, de 30-XII-1953 para vigorar no período 1954-1958. Lei Estadual no 5285, de 18 de fevereiro de 1959, desmembra do Município de Lucélia o Distrito de Ibirapuera atual Inúbia Paulista. Em divisão territorial datada de 01-VII-1960,o Município de Lucélia é formado dos Distritos: de Lucélia e Pracinha. Lei Estadual nº 8550, de 30 de dezembro de 1993, desmembra do Município de Lucélia o Distrito de Pracinha. Em divisão territorial datada de 01-VI-1995, o município é constituído do Distrito Sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.